É possível prevenir o câncer de próstata?

 

O hábito de consultar regularmente o urologista para fazer avaliações anuais da próstata já pode ser considerado como consolidado pela maioria dos homens. Essa consciência tem sido desenvolvida por meio de campanhas, reportagens e também por meio de conversas entre amigos ou parentes de pacientes que já enfrentaram o câncer da próstata. O homem que se consulta regularmente se beneficia de um diagnóstico precoce e de maiores chances de cura, caso venha a desenvolver a doença. Mas o que poderia ser feito para tentar evitar o aparecimento e a progressão desse tumor?


Em primeiro lugar, o tabagismo é um hábito que parece não aumentar o risco de desenvolver câncer de próstata, mas faz com que a doença seja muito mais grave. Tabagistas têm maior risco de morte pelo tumor do que não tabagistas. Além disso, o comportamento do tumor é reconhecidamente mais agressivo, aumentando o risco de metástases e de recidivas após o tratamento. A cessação do tabagismo, portanto, é uma medida importante também do ponto de vista das doenças da próstata.


A prática de atividades físicas, especialmente exercícios aeróbicos, que exigem mais do sistema cardiovascular, está associada com menor risco de desenvolvimento desse câncer e também de progressão da doença. Isso equivale a dizer que mesmo após o diagnóstico do câncer de próstata, a atividade física é protetora, ao reduzir as chances de ocorrerem falhas no tratamento. De maneira inversa, a obesidade eleva o risco de desenvolver a doença, independentemente do estilo de vida. Pessoas obesas têm maior risco de morte pelo câncer de próstata e as chances de cura com o tratamento também são menores.


No tocante à dieta, existem inúmeros alimentos que já foram apontados como protetores contra o câncer prostático, mas a maioria dos estudos realizados não tem resultados consistentes. O tomate, especialmente o seu molho obtido com o cozimento, tem sido bastante estudado, mas até o momento não há evidências concretas de que ele possa evitar a doença. Da mesma maneira, a ingestão de verduras, legumes, soja e peixe ainda carece de comprovação do seu efeito protetor específico contra essa doença, embora existam alguns estudos populacionais que sugerem um efeito benéfico. Ao contrário, a carne vermelha já foi apontada como um fator que aumentaria o risco do câncer, mas também não houve resultados definitivos. Todavia, devido ao risco associado às doenças cardiovasculares, recomenda-se a limitação do seu consumo. Um ponto da dieta que merece ser ressaltado é quanto ao uso de suplementos de vitaminas e minerais, que além de não oferecerem proteção, podem estar associados a riscos para a saúde, como é o caso da vitamina E para as doenças cardiovasculares e o selênio, que parece piorar o prognóstico do câncer de próstata.

 


Como conclusão, podemos afirmar que a adoção de hábitos de vida e de alimentação saudáveis pode ajudar a prevenir não apenas o câncer da próstata, mas diversas outras doenças. Podemos enumerar algumas orientações nesse sentido:

 


• não fume;
• faça exercícios aeróbicos regularmente, preferencialmente com orientação profissional;
• minimize o comportamento sedentário (assistir TV, ficar na frente do computador);
• tenha uma dieta rica e variada, que inclua frutas, vegetais, peixe, soja e grãos;
• evite alimentos processados, açúcar e gordura.

 


Referências:
Smoking and risk of total and fatal prostate cancer in United States health professionals. Giovannucci E, Rimm EB, Ascherio A, Colditz GA, Spiegelman D, Stampfer MJ, Willett WC. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 1999, 8(4Pt1):277-82.

 

Huncharek M, Haddock KS, Reid R, Kupelnick B. Smoking as a risk factor for prostate cancer: a meta-analysis of 24 prospective cohort studies. Am J Public Health 2010, 100(4):693-701.

 

Islami F, Moreira DM, Boffetta P, Freedland SJ. A systematic review and meta-analysis of tobbaco use and prostate cancer mortality and incidence in prospective cohort studies. Eur Urol 2014, 66(6):1054-64.

 

 

Dr. Daniel Xavier Lima

Médico Credenciado da CASU

Urologista - RIS - Rede de Interação em Saúde

Outros Artigos

Novidades no rastreamento do câncer da próstata em 2017

O câncer de próstata é a segunda causa de morte por câncer dos homens no Brasil e no mundo.

Continue lendo »

Câncer de Próstata.

O homem que se consulta regularmente se beneficia de um diagnóstico precoce.

Continue lendo »

Medidas contra a Dengue.

A aplicação de repelentes em crianças deve ser sempre feita por adulto, somente na pele exposta, evitando contato com mucosas, boca e olhos.

Continue lendo »

O perigo do uso do Narguilé

O uso, têm atraído muitos jovens pelo aspecto de socialização que ele apresenta: um único cachimbo é usado por diversas pessoas simultaneamente.

Continue lendo »