O Conselho Consultivo da CASU, em 22-01-2018, aprovou por maioria o reajuste das mensalidades dos Planos IFES V/UFMG.
 
O reajuste calculado pelos atuários da empresa especializada Plurall Consultoria Atuarial é de 9,84%, passando a vigorar a partir da mensalidade referente a março de 2018, a ser debitada no contracheque do mês de fevereiro. Este índice é inferior àquele permitido pela ANS aos Planos Individuais (13,55%) e ao Índice Nacional de Inflação do Setor Médico-Hospitalar (IESS/USP – 19%).
 
O cálculo atuarial do reajuste é baseado na planilha de custos da CASU, por ser plano coletivo empresarial, conforme estabelece a Resolução Normativa 171/08 da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS.
 
Também, de acordo com o convênio assinado entre a CASU e a Reitoria da UFMG, a data-base para correção dos Planos IFES V/UFMG é dia 1º de março.
 
Na mesma reunião o Conselho Consultivo também aprovou a correção das tabelas para os Planos CASU Enfermaria e Apartamento Coparticipativos, bem como dos Planos Agregados Enfermaria e Apartamento Coparticipativos.  O Índice de correção para estes Planos foi de 9,39%, levemente inferior ao aprovado para os Planos IFES V. Estes planos tinham data base em 1º de fevereiro, mas o Conselho resolveu unificar as datas de reajustes para 1º de março.  
 
É importante salientar que, mesmo considerando o reajuste que está sendo realizado agora, as mensalidades da CASU são menores em relação a outros planos de saúde do mercado, adotando-se coberturas e normas semelhantes.
 
Consulte as novas tabelas vigentes para os Planos IFES V/UFMG Coparticipativos e Planos Coparticipativos da CASU/UFMG.
 
  
 
 
Tabelas de Mensalidades dos Planos IFES V UFMG Coparticipativos: Vigência: 01/03/2018. 
 
Faixa Etária
Planos IFES V UFMG Coparticipativos
Titulares e Dependentes
Planos IFES V Enfermaria Coparticipativo
No do produto: 470442/14-8
Planos IFES V Apartamento Coparticipativo
No do produto: 470443/14-6
0-18 anos
R$ 152,99
R$ 186,66
19-23 anos
R$ 152,99
R$ 195,99
24-28 anos
R$ 175,94
R$ 225,39
29-33 anos
R$ 207,61
R$ 265,96
34-38 anos
R$ 246,01
R$ 330,17
39-43 anos
R$ 295,22
R$ 396,20
44-48 anos
R$ 342,87
R$ 455,63
49-53 anos
R$ 372,70
R$ 512,08
54-58 anos
R$ 428,38
R$ 614,50
59 anos e +
R$ 611,98
R$ 840,02
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tabelas de Mensalidades dos Planos CASU Coparticipativos e Planos Agregados Coparticipativos:  Vigência: 01/03/2018. 
 
 
 
 
Faixa Etárias
 Planos CASU Coparticipativos
Planos Agregados Coparticipativos 
 Planos CASU Enfermaria
 Coparticipativo
No do produto:
470446/14-1
Planos CASU Apartamento
 Coparticipativo
No do produto:
470444/14-4
Plano CASU Agregado Enfermaria Coparticipativo 
No do produto:
470445/14-2
Plano CASU Agregado Apartamento
Coparticipativo 
No do produto:
 470441/14-0
0-18 anos
R$ 134,35
R$ 178,43
R$ 161,22
R$ 213,99
19-23 anos
R$ 144,83
R$ 192,35
R$ 173,80
R$ 230,68
24-28 anos
R$ 163,66
R$ 217,35
R$ 196,39
R$ 260,67
29-33 anos
R$ 191,48
R$ 254,30
R$ 229,77
R$ 304,98
34-38 anos
R$ 220,20
R$ 292,45
R$ 264,24
R$ 350,73
39-43 anos
R$ 268,64
R$ 356,79
R$ 322,37
R$ 427,89
44-48 anos
R$ 330,43
R$ 438,85
R$ 396,52
R$ 526,31
49-53 anos
R$ 380,00
R$ 504,67
R$ 456,00
R$ 605,25
54-58 anos
R$ 463,60
R$ 615,70
R$ 556,32
R$ 738,41
59 anos e +
R$ 672,22
R$ 892,77
R$ 806,66
R$ 1.070,69
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TABELA DE COPARTICIPAÇÃO para os Planos IFES V UFMG: Vigência: 01/03/2018. 
 
 
Tabela de Coparticipações (R$)
Consultas (por procedimento)
R$ 21,37
Exames I (por procedimento)
R$ 3,57
Exames II (por procedimento)
R$ 28,50
Exames III (por procedimento)
R$ 56,98
Exames e Procedimentos do Grupo IV (por procedimento)
R$ 85,50
Terapias (sessão) (por procedimento)
R$ 11,40
Outros Atendimentos Ambulatoriais - (quando não realizados em regime de internação, por procedimento)
R$ 28,50
Internação Enfermaria - para produtos cuja descrição esteja especificada como Enfermaria – por internação, independente da duração
R$ 85,50
Internação Apartamento - para produtos cuja descrição esteja especificada como Apartamento - por internação, independente da duração
R$ 142,48
 
Obs.: Para consultar os detalhamentos das informações da Tabela de Coparticipação, gentileza acessar o Portal da CASU, no Menu “Planos” ou “Como Usar seu Plano” no sub menu “Coparticipação”.
 
NÃO há cobrança de coparticipação nos atendimentos ambulatoriais relacionados a seguir:
 
 
1. Procedimentos listados nos grupamentos da Tabela Referencial da CASU/UFMG - TUSS - Terminologia Unificada da Saúde Suplementar nos seguintes grupamentos:
· Procedimentos diagnósticos e terapêuticos (medicina transfusional) e seus subgrupos;
· Procedimentos diagnósticos e terapêuticos (radioterapia) e seus subgrupos;
 
2. Procedimentos que contenham a seguinte terminologia na Tabela Referencial da CASU/UFMG - TUSS- Terminologia Unificada da Saúde Suplementar:
· Hemodiálise;
· Hemodepuração de casos agudos ou diálise peritoneal;
· Terapia oncológica;
· Mamografia;
· Antígeno específico prostático;
· PSA;
· Pesquisa de sangue oculto nas fezes;
· Coleta de material cérvico-vaginal;
· Procedimento diagnóstico em citopatologia cérvico-vaginal oncótica
 
A Tabela Referencial da CASU/UFMG – TUSS – Terminologia Unificada da Saúde Suplementar, com a relação detalhada de todos os procedimentos que fazem parte dos grupamentos aqui referenciados, contendo os códigos e respectivas descrições, está disponível para consulta no portal da CASU/UFMG.
 
A coparticipação nas internações psiquiátricas está sujeita às regras da Agência Nacional de Saúde (ANS) e dos Regulamentos da CASU/UFMG.
 
Atenciosamente,
 
Diretoria Executiva.
 

    

Outras Notícias

Núcleo de Inteligência em Saúde - NIS

O >NIS< foi idealizado, há oito anos, quando percebemos a necessidade de orientar os associados sobre consultas e procedimentos assistencial

Continue lendo »

VI Semana de Saúde Mental

A Semana de Saúde Mental e Inclusão Social é promovida anualmente pela Rede de Saúde Mental UFMG vinculada à Pró-reitoria de Extensão da UFMG.

Continue lendo »

Rede de Interação em Saúde

Atualmente, a >RIS< está estruturada com mais de 130 profissionais, que resgataram a relação profissional e paciente.

Continue lendo »